Um dia na vida de um homem com ginecomastia – Final

Tempo de leitura: 4 minutos

Aqui retomamos ao relato sobre um dia na vida de um homem com ginecomastia.

Tirar a camisa

Eu não fazia, mas sempre me perguntava o quão incrível seria a sensação de apenas tirar minha camisa. Tirar a camisa sempre foi um fardo e atrapalhou, muito, a minha vida social.

Nada de praia, nada de piscina, cerveja com os amigos em um dia muito quente, nada de nada. Somente uma vida cheia de roupas, mesmo nos dias mais quentes e ainda assim, nenhuma que pudesse esconder minha vergonha completamente.

Há cura para ginecomastia, mas cuidado com as falsas curas

Depois de muita pesquisa e pouca ajuda profissional, a pesquisa que eu vinha fazendo finalmente valeu a pena e eu encontrei a solução para me livrar das minhas mamas masculinas.

Quem me vê hoje, jamais poderia saber que sou eu. Mas por que eu não havia conseguido a cura antes? Simples, porque eu tinha a experiência de ter experimentado toda a informação falsa e enganosa que é colocada na internet e em outros lugares.

Pessoas que estão desesperadas como eu estava, vão agarrar qualquer palha de esperança que é colocada diante deles.

Todo o espectro de cirurgia ou curas naturais (dos quais eu tentei, muitos sem sucesso), e outros que eram puro charlatanismo, como, por exemplo, comprimidos à base de plantas. Estes eram nada além de um desperdício do meu dinheiro. A pior parte é que eu realmente me sinto um idiota por ter caído nessa.

Uma empresa de vitamina vem e lhe diz “o que está nesta garrafa vai fazer minhas mamas irem embora” e eu compro? Essa é a mais pura e completa besteira e, por favor, não caia nela como eu cai.

Uma vez que muitos homens só tem um acúmulo de gordura em seus músculos do peito, é essa a razão pela qual eles ampliam. Hoje eu sei que isso aconteceu comigo por causa do ganho de peso, especificamente a gordura corporal.

Aqui um adendo a respeito da idade, pois meu avô sofreu do mesmo problema que eu. A ginecomastia por conta do peso pode acontecer muito mais rápido com os homens de idade.

Seu metabolismo fica mais lento e os idosos são pessoas que passam mais tempo no sofá, sem exercícios. A consequência pode ser, depois de alguns anos, olhar para baixo e ver que tem mamas.

Voltando ao meu caso, não importava a causa, o fato é que essa é uma situação bastante embaraçosa e não havia uma solução.

Até que um dia, depois de toda a pesquisa que eu tinha feito e as pessoas que eu escutei, decidi procurar um especialista em ginecomastia – no meu caso mais de um especialista em áreas diferentes – que apresentaram ideias e conceitos para a realização de exercícios e, principalmente, na mudança no meu estilo de vida. Hábitos saudáveis dos quais, normalmente, não há nenhuma razão médica para não seguir, pois são orientações proveitosas para quaisquer pessoas, com ou sem ginecomastia.

A cura definitiva para o meu caso

Uma vida mais saudável. Essa é a cura (finalmente) definitiva para as mamas que eu tinha. O programa de exercícios, a dieta e a maneira certa para comer, representaram uma mudança no meu estilo de vida que foi o suficiente para fazer a diferença.

A solução natural é a melhor. As técnicas são fáceis de aprender e trabalhar. Os resultados começaram a aparecer dentro de algumas semanas e dentro de alguns meses não havia mais o homem com ginecomastia. Elas desapareceram completamente.

A melhoria em sua vida será incrível. A autoconfiança que você vai encontrar não só irá fazer com que deseje ter encontrado essa solução mais cedo, como vai trazer melhorias incríveis para sua vida amorosa e autoestima.

Você será capaz de falar com as mulheres sem se preocupar em tirar sua camiseta. Estar com a mulher dos seus sonhos já não será uma situação tão cheia de preocupação, e você vai, enfim, aproveitar a vida.

Mas essa foi a minha cura.

Outras soluções podem ser necessárias no seu caso e, a lição mais importante aqui, é procurar um especialista verdadeiro para resolver o seu problema de uma vez por todas!

Comentários do Facebook
Dr Wendell Uguetto

Formado pela faculdade de medicina da Universidade de São Paulo(USP), o Dr. Wendell Uguetto concluiu o serviço de residência médica em cirurgia geral e cirurgia Plástica no Hospital das Clínicas da USP, Sua busca por aprimoramento resultou no prêmio Quality de Cirurgião Plástico de 2011. Hoje, Uguetto atende em dois consultórios e é membro da equipe de retaguarda de cirurgia plástica e crânio-maxilo-facial do Hospital Albert Einstein. Além de várias cirurgias plásticas, ele é especialista no Tratamento para Ginecomastia e na cirurgia de Ginecomastia.