Existe tratamento definitivo para ginecomastia?

24/01/2022

Durante a estação mais quente do ano, as visitas às praias e espaços ao ar livre com piscina são muito mais frequentes. Afinal, para muitas pessoas essa é a melhor forma de se refrescar e enfrentar as altas temperaturas típicas do verão, não é mesmo?

No entanto, para homens diagnosticados com ginecomastia, ou seja, hipertrofia das mamas, tirar a camisa é um verdadeiro pesadelo. A boa notícia é que sim, existe tratamento definitivo para o aumento das mamas em homens: é a correção cirúrgica da ginecomastia

Ginecomastia: o que é e quais as causas

Antes de qualquer coisa, para falar sobre o tratamento definitivo para ginecomastia é preciso entender o que é e o que causa a ginecomastia masculina. Basicamente, a ginecomastia consiste na hipertrofia, no aumento excessivo das glândulas mamárias. 

De modo geral, as causas estão relacionadas a alterações nos níveis testosterona e estrogênio no organismo. É possível dizer que diversos fatores contribuem para a produção desordenada de hormônios masculinos e femininos, sendo que os mais comuns são:

  • hipertireoidismo;
  • insuficiência renal;
  • aumento nos níveis de estrogênio;
  • doenças hepáticas crônicas;
  • defeitos de cunho congênito;
  • reações adversas a medicamentos;
  • tratamento hormonal para câncer de próstata;
  • radioterapia na região dos testículos;
  • utilização de hormônios esteroides e/ou anabolizantes.

Sendo assim, o tratamento da ginecomastia pode ser medicamentoso e/ou cirúrgico. No primeiro caso, regula os níveis hormonais do paciente. Já a cirurgia, considerada o tratamento definitivo, remove as glândulas mamárias, reduzindo o volume das mamas. 

Quando fazer a correção cirúrgica da ginecomastia?

A rigor, a cirurgia, considerada o tratamento definitivo para ginecomastia, é indicada para casos que não regrediram espontaneamente ou com o uso de medicamentos. No entanto, é possível adiantar a recomendação médica para adolescentes com a doença.

Isso porque, embora a ginecomastia seja uma doença com bom prognóstico e chances de cura, pode afetar a qualidade de vida e a autoestima dos pacientes, trazendo intenso sofrimento psicológico principalmente durante a infância e a adolescência. 

 

Desse modo, cada caso deve ser avaliado individualmente. Também é necessário lembrar que causas adjacentes, tais como obesidade, tumores, consumo de alguns medicamentos, hormônios, esteroides, anabolizantes, álcool e maconha, devem ser resolvidas previamente. 

A correção cirúrgica da ginecomastia tem como objetivo remover a glândula mamária, reduzindo dessa forma o volume de uma ou ambas as mamas. Caso o paciente apresente excesso de gordura localizada e pele, o tecido adiposo e a pele também são removidos. 

Ginecomastia tem cura, consulte um especialista

A ginecomastia tem cura e o tratamento definitivo, ou seja, a correção cirúrgica, deve ser realizada por um médico cirurgião plástico para homens especializado e vinculado à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, garantindo assim a segurança do paciente. 

Seja particular ou pelo plano de saúde Omint, entre outros, o ideal é buscar ajuda de um profissional experiente. Para mais informações sobre aumento das mamas em homens, agende uma consulta com o Dr. Wendell Uguetto e tire suas dúvidas sobre o assunto. 

0/5 Singular: (0 Análise)
Leia mais