É recomendado o uso da criolipólise na lipomastia?

Tempo de leitura: 1 minuto

A lipomastia é o aumento da massa gordurosa na região do tórax dos homens, em que aumenta a concentração de tecidos adiposos, trazendo o aspecto da obesidade no indivíduo. A indicação do procedimento é para todos os pacientes que estejam acima do peso.

Existe tratamento para a lipomastia, em geral através do procedimento cirúrgico para remoção da gordura e dos tecidos excedentes, devolvendo a qualidade de vida ao paciente.
Porém, tem crescido a quantidade de pessoas que têm recorrido ao método da criolipólise para tratar a lipomastia. Mas será que o método é eficiente e tem recomendação? É o que iremos explicar neste post.

Conheça a Criolipólise

A criolipólise é uma técnica que foi criada nos Estados Unidos, mais precisamente na Universidade de Harvard, e que consiste em eliminação de gorduras localizadas através do uso de baixas temperaturas.

Consiste, basicamente, do uso de uma máquina que fica na superfície da pele entrando em contato com as células adipócitas, que representam a gordura, e através do uso de baixas temperaturas, conseguem eliminar estas células, reduzindo o famoso pneuzinho.

Com a quebra das células de gordura, o organismo entende como um corpo morto e expele naturalmente o mesmo. Esta técnica é chamada atualmente de “a nova lipoaspiração”. A diferença em relação ao método tradicional é por ser um procedimento não invasivo.

Criolipólise x Lipomastia

Mesmo que alguns relatos dêem conta de que o procedimento da criolipólise esteja sendo utilizado no tratamento da lipomastia, não há qualquer comprovação científica de que uma tem relação com a outra.

A recomendação médica é que o paciente que deseja fazer a lipomastia para reduzir a gordura na região do tórax procure o Dr. Wendell Uguetto para uma avaliação detalhada e completa do seu caso e o melhor procedimento. Entre em contato, agende sua avaliação e cuide da sua saúde fazendo a lipomastia com o Dr. Wendell.

Comentários do Facebook