Quando a cirurgia de ginecomastia combinada com lipoaspiração é indicada?

                 

O crescimento das mamas em homens é considerado anormal. A ginecomastia, nome dado ao distúrbio, tem origem em desordens de cunho hormonal, pode acometer homens de todas as idades e comprometer, principalmente, a saúde psicológica dos pacientes. 

A doença não é considerada grave, os sintomas (dores e sensibilidade) não aparecem em todos os casos, mas a alteração na aparência acaba afetando a autoestima, principalmente dos adolescentes. É neste sentido que destaca-se a importância do tratamento cirúrgico. 

E quando se fala em correção cirúrgica da ginecomastia existem muitas dúvidas sobre o tema: como funciona o procedimento? Quem pode fazer o tratamento cirúrgico? Quando a cirurgia de ginecomastia combinada com lipoaspiração é indicada? Acompanhe. 

Tipos de ginecomastia: glandular, adiposa e mista

Antes de qualquer coisa, é necessário relembrar que a ginecomastia pode ser de componente glandular, de componente adiposo (gordura) ou de componente misto, que é quando ocorre o aumento do tecido mamário e acúmulo de gordura nas mamas. 

Cabe ressaltar que o sobrepeso, a obesidade e a gordura localizada também podem ocasionar o crescimento das mamas em homens. Nesses casos, temos o que é chamado de pseudoginecomastia, pois a ginecomastia verdadeira é de componente glandular.

Neste sentido, a cirurgia de ginecomastia combinada com lipoaspiração é indicada pelo cirurgião plástico nos casos de ginecomastia mista. Ou seja, para pacientes que, além do componente glandular, apresentam acúmulo de tecido adiposo nas mamas. 

Mas, como funciona a combinação entre a cirurgia de ginecomastia tradicional e a lipoaspiração? Confira mais detalhes. 

Diferença entre cirurgia de ginecomastia e lipoaspiração

É possível dizer que a ginecomastia está relacionada, principalmente, a alterações nos níveis hormonais dos pacientes (recém-nascidos, adolescentes, adultos/idosos). No entanto, as causas para esse tipo de distúrbio podem variar de acordo com a idade. 

No caso dos recém-nascidos, por exemplo, a ginecomastia é uma resposta do corpo ao contato com o estrogênio da mãe durante a gestação. No caso dos adolescentes, o distúrbio indica que há um atraso no aumento dos níveis de testosterona no organismo. 

Passada a fase da puberdade, é esperado que os níveis de hormônios masculinos e femininos sejam estabilizados. Em adultos, a ginecomastia também pode ser resultado de baixos níveis de testosterona no organismo e pode estar associada a outras condições:

  • radioterapia;
  • quimioterapia;
  • hipertireoidismo;
  • doenças hepáticas;
  • insuficiência renal;
  • defeitos de cunho congênito;
  • efeitos e reações a medicamentos;
  • uso de esteroides e/ou anabolizantes;
  • exposição e contato com o estrogênio;
  • tratamento hormonal para câncer de próstata.

Seja qual for a causa da ginecomastia, ainda que o paciente não apresente sintomas, como dores e sensibilidade nas mamas, é essencial que seja acompanhada por um especialista. De modo geral, o tratamento pode ser conservador, medicamentoso e/ou cirúrgico. 

Tratamento conservador

O tratamento conservador consiste em observar a progressão/regressão da ginecomastia. Como dito anteriormente, o aumento das mamas tende a regredir passada a adolescência, sem que haja necessidade de intervenção medicamentosa ou cirúrgica. 

Tratamento medicamentoso

Já o tratamento medicamentoso tem como objetivo regular os níveis de hormônios masculinos e femininos no organismo. Além disso, pode ser indicado para reduzir sintomas físicos, como dor, sensibilidade e desconforto ao toque na região das mamas. 

Tratamento cirúrgico

A cirurgia de ginecomastia é definitiva, pois consiste em remover o tecido mamário que aumenta as mamas. É indicada quando os demais tratamentos não surtem efeitos, são contraindicados ou quando a doença causa intenso sofrimento físico e/ou psicológico. 

Neste sentido, a cirurgia de ginecomastia e a lipoaspiração são procedimentos distintos. Por esse motivo, para saber quando a cirurgia de ginecomastia combinada com lipoaspiração é indicada, primeiramente devemos entender as diferenças entre eles. 

Cirurgia de ginecomastia

A ginecomastia verdadeira é caracterizada pelo crescimento das glândulas mamárias, causado pelo aumento de tecido mamário. Desse modo, a cirurgia tem como objetivo extirpar as glândulas mamárias reduzindo, como resultado, o tamanho das mamas. 

Cirurgia de lipoaspiração

Nos casos de ginecomastia mista, a lipoaspiração é indicada para promover a retirada do excesso de gordura localizada na região das mamas. É importante lembrar que a lipoaspiração não trata ginecomastia, mas sim complementa o tratamento. 

Cirurgia de lipoaspiração

Quando o tratamento da ginecomastia é combinado com lipoaspiração, preferencialmente inicia-se a cirurgia com a remoção da gordura, o que possibilita um melhor isolamento das glândulas mamárias para retirada posterior através de incisão na aréola. 

O tipo de incisão realizada na cirurgia vai depender do grau de comprometimento da região das mamas, considerando a quantidade de glândula mamária e a quantidade de sobra de pele presentes em uma ou ambas as mamas. 

Tenho ginecomastia. Qual médico procurar?

Essa é outra dúvida muito frequente: qual médico deve ser consultado para iniciar o tratamento da ginecomastia. Fora isso, muitos homens têm um certo receio, preconceito em muitos casos, de buscar ajuda médica e realizar uma cirurgia plástica. 

Quem define o tipo de tratamento mais adequado, assim como a técnica cirúrgica mais pertinente para cada paciente é o médico. O tratamento conservador e medicamentoso pode ser acompanhado pelo clínico geral, pelo endocrinologista ou pelo mastologista. 

Por sua vez, a cirurgia de ginecomastia combinada com lipoaspiração ou não deve ser recomendada e executada por um cirurgião plástico especialista em cirurgia para homens após avaliação clínica, laboratorial e através de exames de imagens. 

Em muitos casos, o médico opta por aguardar o final da adolescência antes de indicar a cirurgia, pois é possível que a condição regrida espontaneamente. Mas, isso não é uma regra: mesmo jovens e adolescentes podem ser tratados cirurgicamente da ginecomastia. 

Consulte um cirurgião especialista em ginecomastia

A cirurgia de ginecomastia é uma das cirurgias plásticas mais realizadas pelo público masculino. É um procedimento relativamente simples, mas que exige conhecimento técnico e experiência para garantir a segurança do paciente e que os resultados sejam satisfatórios.

Por esse motivo, é imprescindível buscar um cirurgião plástico especialista em cirurgias para homens que seja vinculado à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). O Dr. Wendell Uguetto é especialista no procedimento. Para mais informações, agende uma consulta e tire suas dúvidas sobre ginecomastia e lipoaspiração.

Leia mais