Pós-operatório Ginecomastia: como é?

Tempo de leitura: 4 minutos

Homens que sofrem com o peito volumoso encontram na cirurgia de ginecomastia a solução mais eficaz para resolver isso. Algumas pessoas podem ter receio de realizar a cirurgia, por isso é importante saber o máximo possível sobre como será o pré e o pós-operatório. Assim, é possível ficar mais tranquilo sobre o procedimento.

O tratamento cirúrgico, como a mamoplastia redutora, é recomendado pelos médicos em casos nos quais nem os remédios inibidores de estrogênio funcionaram. Essa cirurgia é realizada com anestesia local e dura, no máximo, 2 horas.

O que esperar do pós-operatório?

A fase do pós-operatório da ginecomastia não é complicada, mas para o sucesso do procedimento e ter o resultado esperado, é fundamental ter alguns cuidados. Saiba o que esperar do pós-operatório.

Faixa pós-cirúrgica

Após o final da cirurgia, o paciente já vai para o quarto com um colete elástico, que é uma malha compressiva, chamada de cinta pós-cirúrgica. Essa faixa deve ser utilizada por, no mínimo, 30 dias, podendo ficar com ela por até 45 dias. Deve-se sempre tirá-la para tomar banho.

É importante usar a cinta pós-cirúrgica, pois ela ajudará na correta cicatrização. Isto é, garantirá a proteção da área operada e a compressão do local, ajudando a desinchar, além de drenar e manter a circulação da área operada.

Alta

Quando a cirurgia ocorre sem nenhum problema, o paciente pode receber alta inclusive no mesmo dia. Exceto em casos mais complexos, cerca de seis horas depois do procedimento o paciente já é liberado.

Dores

Ainda com o efeito da anestesia, não é comum sentir dores nas primeiras horas do pós-operatório. Conforme a anestesia vai passando, é normal que o paciente sinta incômodos mais intensos nas primeiras 72 horas após a cirurgia. Nesse período também há mais inchaço na região. O pós-operatório é mais tranquilo com o acompanhamento do médico, que pode prescrever antibióticos e outros medicamentos adequados.

Caso os incômodos não passem com o tempo, ou ao sentir dores muito acentuadas, é essencial procurar o médico para que seja averiguado o que está acontecendo.

Equimose

Outra coisa comum no pós-operatório de ginecomastia é o surgimento de equimoses. Isto é, manchas arroxeadas na pele, que ocorrem com o rompimento de pequenos vasos sanguíneos. Essas manchas desaparecem gradualmente, mas a região pode ficar sensível ao toque por cerca de duas semanas.

Cicatriz

A cicatriz da ginecomastia depende do tipo de mama e da quantidade de tecido retirado. Na maioria dos casos é periareolar inferior, ou seja, tem formato meia-lua e se localiza na borda inferior da aréola. Mesmo nos pacientes que apresentem cicatrizes inestéticas em outros locais, a periareolar costuma ficar com uma boa aparência.

Apesar de ser raro nessa região, alguns pacientes têm tendência à cicatrização hipertrófica (alto relevo). Isso é avaliado em consulta, mas pessoas com a pele clara têm menos chances de sofrer com essa complicação.

Dependendo dos hábitos do paciente e até mesmo do biotipo, o processo completo de cicatrização pode levar até 2 anos. Mas se a preocupação é que a cicatriz seja muito evidente, saiba que ela tende a ficar discreta.

Quando retomar as atividades?

A principal restrição no pós-operatório de ginecomastia, é sobre a movimentação dos braços. Cada caso depende do paciente, mas em média esses são os tempos que você deve ficar sem fazer algumas atividades:

  • 1 dia sem tomar banho;
  • 15 dias sem fumar;
  • 30 dias sem dirigir, levantar os braços ou carregar pesos;
  • 60 dias sem ir para a academia;
  • 2 anos sem tomar sol na cicatriz.

Resultados

O paciente começa a ter uma ideia de como será o resultado de sua cirurgia após o primeiro mês, quando o inchaço já diminui consideravelmente. Contudo, somente depois de 6 meses é possível observar o resultado definitivo. A partir do sexto mês, a cicatriz já vai ter amadurecido e tomado a cor definitiva geneticamente predisposta.

Os resultados da ginecomastia costumam ser permanentes. Entretanto, existem casos em que a mama pode voltar a se desenvolver. Ou seja,  é necessário tratar a parte hormonal também!

Conte com o Dr. Wendell Uguetto

Com o Dr. Wendell Uguetto, você vai receber todo o atendimento necessário para cuidar da sua Ginecomastia. Além disso, através de um exame completo e detalhado, prescrição médica do tratamento e acompanhamento mensal e completo.

Faça já sua avaliação com o Dr. Wendell Uguetto!

Comentários do Facebook
Dr Wendell Uguetto

Formado pela faculdade de medicina da Universidade de São Paulo(USP), o Dr. Wendell Uguetto concluiu o serviço de residência médica em cirurgia geral e cirurgia Plástica no Hospital das Clínicas da USP, Sua busca por aprimoramento resultou no prêmio Quality de Cirurgião Plástico de 2011. Hoje, Uguetto atende em dois consultórios e é membro da equipe de retaguarda de cirurgia plástica e crânio-maxilo-facial do Hospital Albert Einstein. Além de várias cirurgias plásticas, ele é especialista no Tratamento para Ginecomastia e na cirurgia de Ginecomastia.