O que fazer ao descobrir que tem ginecomastia?

Tempo de leitura: 6 minutos

Após perceber um aumento das mamas, o ideal é o que o homem procure ajuda médica para diagnosticar o quadro de ginecomastia ou descartar essa hipótese. Inclusive, é muito importante que ao consultar o médico, o paciente conte sua história médica, fale sobre uso de medicamentos, drogas e anabolizantes, entre outros. Na consulta, além de conhecer mais o paciente, o médico irá fazer um exame físico e solicitar exames de imagem e de sangue.

Fui diagnosticado com ginecomastia e agora?

Após ser constatado o caso de ginecomastia, muitos pacientes ficam em dúvida sobre o que fazer depois, pois a ginecomastia indica que há um problema hormonal ocorrendo no corpo do paciente, portanto, um tratamento precisará ser feito, seja com uso de medicamentos, ou cirurgia para remover as glândulas mamárias avantajadas. Algumas pessoas se cercam dos medos, preconceitos e acaba até tendo problemas psicológicos por causa da ginecomastia. Afinal, o que o paciente deve fazer depois de ser diagnosticado com ginecomastia?

Não se desespere

Apesar do diagnóstico soar assustador, a ginecomastia em si não é uma doença e sim um sintoma de que algum hormônio no corpo está desregulado. Portanto, não é algo grave e que gere riscos à saúde. Sendo assim, ao receber o diagnóstico, o homem não precisa se desesperar, pois desordens hormonais podem ser curadas com remédios adequados aliado com o abandono da substância que pode ter causado o problema, como por exemplo remédios, anabolizantes e drogas. E a ginecomastia? Em alguns casos ela pode sumir apenas com o uso dos medicamentos, assim como pode ser removida por meio de uma cirurgia rápida, com cicatrizes menores que 1 centímetro.

Converse com o médico sobre formas de tratamento

Basicamente, existem 2 principais formas de tratamento da ginecomastia: uso de remédios específicos para controlar os hormônios e regulá-los, fazendo com que a condição regrida, ou fazer a cirurgia de remoção das glândulas avantajadas. Cada forma de tratamento é recomendada para cada caso e o especialista irá indicar a melhor terapia. Se informar com o médico, tirar todas as dúvidas e se manter calmo são os primeiros passos para a cura.

Siga corretamente as indicações do especialista

Independente da forma de terapia escolhida, o paciente precisa seguir as orientações do médico adequadamente, seja para se medicar na hora certa ou cuidar do pós operatório. Atitudes como se automedicar, fazer algum esforço proibido ou ingerir substâncias inadequadas pode piorar a condição e atrasar o processo de cura. Importante salientar que qualquer dúvida que possa surgir, o homem deve consultar o especialista.

 

Tome os medicamentos

Em grande parte dos casos de ginecomastia, é necessário que o paciente tome uma determinada quantidade de medicamentos por certo tempo. Seja para regular os hormônios ou tratar alguma doença que esteja causando a ginecomastia. Dessa forma, tomar os medicamentos no tempo correto, nos horários certos e não tomar bebidas alcoólicas ou fazer ações que possam atrapalhar o desempenho dos medicamentos é essencial. 

 

Inclusive, realizar atividades físicas, se alimentar corretamente e ter bons hábitos de vida são importantes durante o tratamento, assim como para a vida do paciente de forma geral. Tratar a ginecomastia é uma tarefa multidisciplinar e contar com amigos, familiares e psicólogos também faz a diferença!

 

Se for caso de cirurgia, se informe e se prepare para o dia

A ginecomastia também pode ser tratada pela cirurgia, que consiste em remover as glândulas mamárias do paciente. Se for o caso de cirurgia, é recomendado que o paciente conheça mais sobre o cirurgião, faça perguntas, entenda sobre o procedimento e saiba exatamente o que fazer antes e depois da cirurgia. 

 

Apesar de ser uma cirurgia rápida e que pode ser feita em menos de duas horas, apresentando cicatrizes menores de um centímetro, não deixa de ser uma intervenção cirúrgica. Dessa forma, é muito importante que o paciente conheça os riscos do procedimento, seus prós e contras, assim como saiba o que esperar da cirurgia de ginecomastia.

 

Nos casos em que o paciente tem excesso de gordura da mama, junto com a cirurgia, pode ser realizada lipoaspiração para remover o excesso de volume e corrigir qualquer flacidez. Nos casos mais graves de ginecomastia, onde o excesso de tecido mamário pode causar flacidez e aumento da aréola, a cirurgia também muda e remove o excesso de pele.

 

A recuperação após a cirurgia de ginecomastia geralmente é rápida porque o paciente recebe alta no mesmo dia. Embora os problemas cirúrgicos sejam raros, podem ocorrer irregularidades na superfície da mama e alterações na forma ou posição do mamilo. No período pós-operatório da cirurgia de ginecomastia, o paciente pode desenvolver inchaço e alterações na sensibilidade mamária. Geralmente, o inchaço dura cerca de 7 a 10 dias, e a falta de sensação, apesar dos transitória, pode durar até 1 ano.

Não tenha vergonha de buscar ajuda psicológica

Como o crescimento da mama não é uma situação natural nos homens, essa situação pode ter consequências psicológicas que requerem atenção especial. Além disso, a participação em grupos de apoio durante o tratamento, antes e após a cirurgia, e o apoio de amigos e familiares são importantes para que os homens se sintam motivados a fazer tratamento e lidar melhor com a situação.

 

Um passo muito importante para encontrar o tratamento correto é não ter vergonha de buscar ajuda, se abrir com as pessoas certas e não ficar preocupado com o que os outros irão pensar. Ginecomastia é uma condição comum, que pode acometer homens em qualquer idade e peso. Sendo assim, não é motivo de vergonha ter essa condição!

Conte com Dr. Wendell Uguetto

Foi diagnosticado com ginecomastia? Não se preocupe. Com o correto tratamento, a ginecomastia tem cura, com a possibilidade de não voltar nunca mais em caso de cirurgia. Inclusive, a cirurgia está cada dia mais moderna, apresentando resultados cada dia mais naturais, com menos tempo de recuperação e maior autonomia após o procedimento.

Com diversos anos de experiência em diagnosticar, acompanhar e tratar a ginecomastia, o Dr. Wendell possui toda a estrutura para te ajudar a se livrar da ginecomastia. Agende sua consulta!

Comentários do Facebook
Dr Wendell Uguetto

Formado pela faculdade de medicina da Universidade de São Paulo(USP), o Dr. Wendell Uguetto concluiu o serviço de residência médica em cirurgia geral e cirurgia Plástica no Hospital das Clínicas da USP, Sua busca por aprimoramento resultou no prêmio Quality de Cirurgião Plástico de 2011. Hoje, Uguetto atende em dois consultórios e é membro da equipe de retaguarda de cirurgia plástica e crânio-maxilo-facial do Hospital Albert Einstein. Além de várias cirurgias plásticas, ele é especialista no Tratamento para Ginecomastia e na cirurgia de Ginecomastia.