O que eu gostaria de saber sobre Ginecomastia e ninguém nunca me falou

Tempo de leitura: 1 minuto

A ginecomastia atinge de 30 a 40% dos homens. Por ser uma doença de gravidade leve, o grande problema para quem tem é o desconforto causado por conta a aparência das mamas que se assemelham as femininas, sendo motivo de brincadeiras de mal gosto e queda na autoestima.

Contudo, por ser uma doença pouco conhecida, muitas pessoas que a adquirem ficam com medo de suas causas e o que pode ocasionar no futuro. Além disso, muitos acham que trata-se de um problema sem solução. Por isso, para esclarecer esse assunto, selecionamos algumas coisas que todo homem precisa saber sobre ginecomastia para lidar com o problema com mais tranquilidade:

Não é uma doença grave

Ginecomastia não é grave. Ela causa dores, desconfortos e complexidades com a aparência, porém, não causa nenhum outro dano físico a saúde.

É possível curá-la

Ginecomastia tem cura e é bem simples. Ela pode ser por cirurgia, tratamento por remédios, como também, em boa parte dos casos, pode ser curada sozinha.

A cirurgia é simples

A cirurgia é bastante simples, com anestesia local e dura entre uma e duas horas. Geralmente, o paciente recebe alta no mesmo dia, pois, é uma cirurgia pouco invasiva.

Nem sempre o aumento de gordura é a causa

Na maioria dos casos o aumento da gordura não é a causa. Pelo contrário, a doença também atinge pessoas magras e o aumento da gordura pode vir com a ginecomastia em decorrência de algum outro problema.

Nem sempre é preciso cirurgia para curá-la

Em casos mais leves o tratamento é por meio de medicamentos. Como também, na maioria dos casos ela pode se curar sozinha. A ginecomastia persiste em menos de 5% dos casos.

Ela não aumenta os riscos de câncer de mama

Embora os sintomas e as causas sejam semelhantes, a ginecomastia não causa e nem aumenta os riscos de câncer de mama, trata-se de duas doenças diferentes.

Comentários do Facebook