O plano de saúde cobre a cirurgia de ginecomastia?

Tempo de leitura: 2 minutos

O país que mais realiza a cirurgia de ginecomastia no mundo é o Brasil, sendo quase o dobro de intervenções que o segundo colocado, Estados Unidos, realiza. Inclusive, os dados não param por aí: a cirurgia de ginecomastia é a segunda cirurgia mais feita no mundo pelos homens, perdendo apenas para a rinoplastia! Há quem pense que esse procedimento é puramente estético e algumas dúvidas acabam por circundar o tema.

Ginecomastia: entenda mais sobre essa cirurgia e porque o plano deve cobrir

A ginecomastia tem como definição o aumento das glândulas dos homens de maneira anormal, assemelhando-se com seios femininos. Esse problema é causado por desordens hormonais que fazem com que o homem tenha uma quantidade de progesterona acima do normal, fazendo com que as mamas de fato cresçam internamente, caracterizando um caso clínico, já que a ginecomastia é causada por alguma doença hormonal que precisa ser investigada, tratada e prevenida, sendo a cirurgia de ginecomastia parte do tratamento, já que nem sempre a terapia hormonal diminui por completo as mamas. Saiba mais!

Ginecomastia não é um problema estético

A ginecomastia é um sintoma de algo mais grave por trás: uma desordem hormonal grave no corpo masculino. Essas desordens hormonais podem acontecer por causa da idade (puberdade ou terceira idade), medicamentos, anabolizantes, maconha, alcoolismo, obesidade, tumores (testiculares ou pulmonares), hipotireoidismo e até mesmo derrame pleural.

 

Sendo assim, o que causa a ginecomastia é uma doença que precisa ser tratada como qualquer outra! Muitas vezes o uso de medicamentos que regulam a dosagem hormonal por si só já diminui sensivelmente os sintomas do aumento das mamas, inchaço e dores nas mamas masculinas, mas algumas vezes a cirurgia precisa ser realizada para de fato extirpar as glândulas mamárias avantajadas.

 

Dessa forma, o plano de saúde cobre o tratamento completo da ginecomastia, por ser um sintoma de uma doença hormonal. Inclusive, a ginecomastia é apenas um sinal de vários que a desordem hormonal pode causar, apesar de ser um dos mais comentados por causa da sua influência na auto estima masculina.

 

Ginecomastia é diferente de pseudoginecomastia

A ginecomastia, como dito anteriormente é caracterizada por um aumento das glândulas mamárias masculinas. Homens com mamas avantajadas nem sempre apresentam ginecomastia e sim apenas um acúmulo de gordura no local. Sendo assim, homens que não possuem desordem hormonal não são caracterizados como doentes e o plano não cobrirá, logicamente.

 

Para o correto diagnóstico da ginecomastia é ideal que sejam realizados exames de sangue e o do ultrassom de mamas.

Conte com o Dr. Wendell Uguetto

Com o Dr. Wendell Uguetto, você vai receber todo o atendimento necessário para cuidar da sua Ginecomastia. Além disso, através de um exame completo e detalhado, prescrição médica do tratamento e acompanhamento mensal e completo.

 

Faça já sua avaliação com o Dr. Wendell Uguetto!

Comentários do Facebook
Dr Wendell Uguetto

Formado pela faculdade de medicina da Universidade de São Paulo(USP), o Dr. Wendell Uguetto concluiu o serviço de residência médica em cirurgia geral e cirurgia Plástica no Hospital das Clínicas da USP, Sua busca por aprimoramento resultou no prêmio Quality de Cirurgião Plástico de 2011. Hoje, Uguetto atende em dois consultórios e é membro da equipe de retaguarda de cirurgia plástica e crânio-maxilo-facial do Hospital Albert Einstein. Além de várias cirurgias plásticas, ele é especialista no Tratamento para Ginecomastia e na cirurgia de Ginecomastia.