Nódulo nas mamas e ginecomastia: qual a relação?

07/12/2021

A relação entre nódulo nas mamas e ginecomastia é um assunto que gera muitas dúvidas entre os pacientes. Afinal, assim como as mulheres, os homens apresentam glândulas mamárias e a presença de hormônios femininos no organismo. 

Por essa razão, também estão suscetíveis ao desenvolvimento de câncer de mama, embora seja um diagnóstico mais raro. Neste sentido, a presença de um nódulo deve ser acompanhada por um especialista para determinar as causas.

Nódulo nas mamas e ginecomastia são a mesma coisa?

Antes de qualquer coisa, para entender qual a relação entre nódulo nas mamas e ginecomastia, é imprescindível falar sobre o significado de cada um desses conceitos, pois embora estejam relacionados são coisas diferentes. 

É possível dizer que nódulos nas mamas, ou caroço no seio, como também são conhecidos, são alterações que podem ser benignas ou malignas. Em geral, essas alterações são caracterizadas por formação ou saliência com textura diferente. 

Já a ginecomastia é uma doença benigna, a mais comum a acometer as mamas masculinas, caracterizada pelo crescimento anormal e excessivo da glândula mamária. Não se trata de um tumor, mas um aumento na quantidade de tecido mamário. 

A ginecomastia consiste na existência de um tecido firme, porém de consistência elástica, em uma ou ambas as mamas. Sua distribuição é de forma concêntrica ao redor do mamilo. O aumento do tecido mamário é causado por desequilíbrios hormonais. 

É importante destacar que, mesmo um nódulo mamário que não tem relação com ginecomastia não significa, obrigatoriamente, um câncer de mama maligno e fatal. Existem muitos tipos de tumores benignos de mama, tais como os papilomas e os fibroadenomas. 

Diagnóstico e tratamento: como diferenciar as patologias?

Diagnóstico e tratamento: como diferenciar as patologias?

A presença de nódulo nas mamas pode estar associada a ginecomastia ou ao câncer de mama masculino. Neste sentido, é fundamental que a alteração seja investigada para que o câncer de mama não seja diagnosticado como ginecomastia ou vice e versa. 

Para que isso seja possível, é importante consultar um mastologista que fará uma análise clínica, assim como a prescrição de exames de imagem, como mamografia, ultrassonografia e, em casos de suspeita, uma biópsia também pode ser indicada. 

O tratamento da ginecomastia inclui o uso de medicamentos para regular o desequilíbrio hormonal relacionado ao crescimento das mamas em homens, assim como o alívio de possíveis sintomas, como dores e sensibilidades na região.

Além disso, o tratamento definitivo é a cirurgia de ginecomastia. O procedimento tem como objetivo remover as glândulas mamárias e, em alguns casos, também promove a retirada do excesso de pele e/ou gordura que contribui para aumentar o tamanho das mamas em homens. 

Ginecomastia tem tratamento, agende uma consulta

A ginecomastia é uma condição mais frequente do que se imagina. A boa notícia é que tem tratamento. A cirurgia de ginecomastia, especialidade do Dr. Wendell Uguetto, é uma das cirurgias plásticas mais realizadas entre o público masculino e apresenta bons resultados. Agende uma consulta, faça uma avaliação e tire suas dúvidas.

0/5 Singular: (0 Análise)
Leia mais