Medicamentos prescritos podem causar ginecomastia?

Tempo de leitura: 3 minutos

A ginecomastia é uma condição benigna em que ocorre um aumento das mamas masculinas devido a um desequilíbrio na produção dos hormônios androgênio e estrogênio. Esse desequilíbrio pode estar relacionado a diversas causas, inclusive fisiológicas, distúrbios ou abuso de substâncias tóxicas e até mesmo alguns medicamentos prescritos podem causar ginecomastia também.

De que forma os medicamentos prescritos podem causar ginecomastia?

Os medicamentos prescritos podem causar ginecomastia por diversos mecanismos, às vezes em combinação, incluindo:

  • Aumento dos níveis séricos de estrogênio, pois ocorre a diminuição da síntese ou secreção de androgênios pelos testículos ou glândulas supra-renais;
  • Hipogonadismo, que é a lenta e gradual diminuição dos níveis do principal hormônio masculino, a testosterona;
  • Efeitos antiandrogênicos, reduzindo a produção de andrógenos do corpo ou bloqueando os receptores, de forma a limitar a capacidade do corpo de usar androgênios produzidos;
  • Hiperprolactinemia, que é uma condição na qual o paciente tem níveis aumentados de prolactina, um hormônio que bloqueia a ação das gonadotrofinas.

Nestes casos, como é feito o diagnóstico?

Sabendo que os medicamentos prescritos podem causar ginecomastia, uma dúvida muito comum que surge é em relação aos sintomas. Por esse motivo, é válido ressaltar que eles podem surgir dentro de várias semanas a meses após o início do uso do medicamento.

Além disso, os sinais de ginecomastia relacionada a medicamentos são semelhantes a outros tipos de ginecomastia: aumento das mamas associada a dor ou sensibilidade na maioria dos pacientes.

Dessa forma, para determinar a causa e, é claro, poder fechar o diagnóstico, o médico fará perguntas sobre seu histórico médico e de medicamentos e quais condições de saúde existem em sua família. Ele também fará um exame físico que pode incluir uma avaliação cuidadosa do tecido mamário, abdômen e genitais.

É possível, ainda, que alguns exames sejam solicitados como, por exemplo, mamografias, exames de sangue, ressonância magnética e ultrassonografia.

Qual o método de tratamento mais indicado para ginecomastia causada pelo uso de medicamentos?

Uma vez que medicamentos prescritos podem causar ginecomastia, é natural que se espere que, nestes casos, o tratamento seja diferente. E, para alguns pacientes, realmente é, pois interromper o uso do medicamento que está causando o aumento dos seios masculinos, se apropriado, geralmente resulta na redução da mama.

No entanto, se a ginecomastia estiver presente há mais de um ano, é improvável que ela se resolva substancialmente. E o tratamento medicamentoso, normalmente, não é uma alternativa, pois não existe nenhum remédio aprovado para tratar a ginecomastia induzida por medicamentos. 

Dessa forma, para pacientes que apresentam a condição há mais de um ano ou não tem o resultado mesmo após a suspensão do medicamento, o método de tratamento mais indicado é a cirurgia de ginecomastia.

Quais medicamentos podem causar ginecomastia?

Os medicamentos que podem causar ginecomastia incluem:

  • Esteróides, como prednisona ou dexametasona.
  • Medicamentos usados ​​para tratar úlceras, como a cimetidina;
  • Medicamentos usados ​​para tratar a epilepsia, como a fenitoína;
  • Digitalis e outros medicamentos para o coração;
  • Antiandrogênios, como flutamida, ciproterona e espironolactona,
  • Ansiolíticos e antidepressivos, como diazepam e antidepressivos tricíclicos.

Agende uma consulta com o Dr. Wendell!

Identificar as causas e ter um diagnóstico correto de ginecomastia é extremamente importante para escolher o melhor método de tratamento e obter sucesso com ele. Por isso, é fundamental consultar um médico e cirurgião plástico que seja especialista no assunto. 

O Dr. Wendell Uguetto possui experiência no diagnóstico, acompanhamento e tratamento de ginecomastia. Agende agora mesmo a sua consulta!

Comentários do Facebook
Dr Wendell Uguetto

Formado pela faculdade de medicina da Universidade de São Paulo(USP), o Dr. Wendell Uguetto concluiu o serviço de residência médica em cirurgia geral e cirurgia Plástica no Hospital das Clínicas da USP, Sua busca por aprimoramento resultou no prêmio Quality de Cirurgião Plástico de 2011. Hoje, Uguetto atende em dois consultórios e é membro da equipe de retaguarda de cirurgia plástica e crânio-maxilo-facial do Hospital Albert Einstein. Além de várias cirurgias plásticas, ele é especialista no Tratamento para Ginecomastia e na cirurgia de Ginecomastia.

O que é Ginecomastia?
Causas da Ginecomastia
Graus da Ginecomastia
Tratamento para Ginecomastia
Cirurgia de Ginecomastia