Homens também devem realizar o autoexame!

Tempo de leitura: 3 minutos

O autoexame é bastante defendido por médicos e campanhas de saúde, sendo associado às mulheres. Por isso, muitas pessoas, especialmente homens, ficam surpresos ao saberem que este não deve ser um hábito exclusivamente feminino. 

Mesmo que seja cada vez mais discutida a medicina preventiva, existem alguns assuntos que são tabus como, por exemplo, o autoexame masculino. A prática para mulheres consolidou-se como um modo rápido e fácil de identificar o câncer de mama. Contudo, o câncer também pode afetar homens.

Importância do autoexame: homens também podem ter câncer de mama

Mesmo que com uma incidência bem menor, muitos homens podem sofrer com o câncer de mama. A falta de informação sobre isso torna mais difícil o tratamento, já que o tumor acaba sendo diagnosticado em estágio avançado. 

As características do câncer de mama masculino é a mesma do feminino, ou seja, a doença se manifesta igualmente em ambos os sexos. Por esse motivo, os cuidados por parte dos homens devem ser semelhantes aos que as mulheres adotam. Isto é, eles devem fazer autoexames constantes de mama. O indicado é que seja feito de 3 em 3 meses. 

Além disso, os homens também devem prestar atenção a qualquer sinal estranho na região mamária, como uma íngua embaixo do braço, uma ferida na glândula ou até mesmo um nódulo mínimo. Assim, notando qualquer diferença, é necessário procurar um mastologista.

Ginecomastia ou câncer de mama?

O autoexame é importante por permitir que os homens consigam perceber alterações em seus corpos, como protuberâncias ou inchaços, pele ondulada ou enrugada, retração do mamilo e outras. Entretanto, nem sempre estes sinais são causados pelo câncer. Na maioria das vezes, por exemplo, os nódulos de mama em homens são causados por ginecomastia.

O crescimento anormal das mamas masculinas, causado por alteração hormonal ou gordura, é chamado de ginecomastia. Essa é uma condição relativamente comum, principalmente na fase da adolescência, quando ocorrem alterações hormonais que podem ocasionar o aumento mamário. Contudo, também podem ocorrer em outras faixas etárias. Como na terceira idade, por exemplo, por conta da queda na produção de testosterona.

A ginecomastia é caracterizada pela existência de um tecido firme com consistência elástica. Existem alguns casos ainda em que ocorre a pseudoginecomastia. Isto é, o crescimento das mamas não é resultado do aumento da glândula mamária, mas sim do tecido adiposo na região. Desta forma, essa é uma condição que traz insatisfações estéticas e problemas de autoestima, o que pode acabar desencadeando transtornos psicológicos. 

Como alguns sinais de ginecomastia e câncer de mama são parecidos, é preciso que sejam realizadas a mamografia e a biópsia do local quando houver qualquer suspeita. Isso é muito importante para obter o diagnóstico correto.

Conte com o Dr. Wendell Uguetto

Com o Dr. Wendell Uguetto, você vai receber todo o atendimento necessário para cuidar da sua Ginecomastia. Além disso, através de um exame completo e detalhado, prescrição médica do tratamento e acompanhamento mensal e completo.

Faça já sua avaliação com o Dr. Wendell Uguetto!

Comentários do Facebook
Dr Wendell Uguetto

Formado pela faculdade de medicina da Universidade de São Paulo(USP), o Dr. Wendell Uguetto concluiu o serviço de residência médica em cirurgia geral e cirurgia Plástica no Hospital das Clínicas da USP, Sua busca por aprimoramento resultou no prêmio Quality de Cirurgião Plástico de 2011. Hoje, Uguetto atende em dois consultórios e é membro da equipe de retaguarda de cirurgia plástica e crânio-maxilo-facial do Hospital Albert Einstein. Além de várias cirurgias plásticas, ele é especialista no Tratamento para Ginecomastia e na cirurgia de Ginecomastia.