É ginecomastia ou gordura?

Tempo de leitura: 2 minutos

A ginecomastia é mais comum do que se imagina. No entanto, ainda assim, não é um assunto muito discutido, sobretudo porque as pessoas costumam enxergar como uma situação embaraçosa, por conta da vergonha e do constrangimento. Consequentemente, trata-se de uma condição que gera muitas perguntas. É o caso, por exemplo, da dúvida sobre como diferenciar se o aumento das mamas masculinas realmente é ginecomastia ou gordura.

Esse questionamento é bastante comum entre os homens. Afinal, alguns deles desenvolvem esse aumento das mamas como resultado de desequilíbrios hormonais, enquanto outros têm apenas gordura. 

Ambos os casos podem impactar igualmente na autoestima e autoconfiança masculina. Contudo, é importante saber a diferença, principalmente para que o tratamento correto seja feito.

Ginecomastia ou gordura: quais são as diferenças?

As mamas masculinas são constituídas por dois tecidos, o fibroglandular e o adiposo. No caso da ginecomastia, ocorre o aumento do tecido glandular e/ou de ambos. Já o excesso somente de tecido adiposo, isto é, da gordura, é uma condição conhecida como pseudoginecomastia.

Normalmente, a causa da ginecomastia é um desequilíbrio hormonal, que pode ser de origem:

  • Fisiológica: causada pelas alterações no próprio organismo;
  • Idiopática: causada por fatores desconhecidos;
  • Patológica: causada por alguma doença ou como efeito colateral do uso de algum medicamento ou substância.

Já a causa da pseudoginecomastia é pura e simplesmente o acúmulo de gordura. Dessa forma, o excesso de células de gordura começa a se acumular na área da mama. Consequentemente, essa é uma condição que pode acometer homens com sobrepeso, mesmo que não sejam obesos.

Superficialmente, parece difícil saber se é ginecomastia ou gordura, pois as duas condições parecem iguais. Mas há uma diferença fundamental: a parte do peito que é aumentada. Assim, uma forma fácil de saber a qual dos dois casos se refere, é apalpar a área das mamas, perto da aréola. 

Se a região estiver dura, densa ou dolorida, pode se tratar de ginecomastia . Por outro lado, se estiver mole, é porque há gordura, provavelmente se tratando de uma pseudoginecomastia.

Conte com um especialista para o correto diagnóstico e tratamento

A ginecomastia e a pseudoginecomastia são duas condições clinicamente parecidas. No entanto, elas têm causas e tratamentos diferentes entre si. 

Por esse motivo, independentemente se você acha que tem ginecomastia ou gordura, é fundamental que qualquer alteração nas características das mamas sejam avaliadas por um médico especialista.

Desse modo, será possível ter o correto diagnóstico. E, a partir disso, o médico poderá indicar as melhores formas de tratamento.

Conte com Dr. Wendell Uguetto

Se você está preocupado com o formato do seu peito, agende sua consulta com o Dr. Wendell Uguetto. Com diversos anos de experiência em diagnosticar, acompanhar e tratar a ginecomastia, ele poderá examinar seu tórax e revisar seu histórico médico para descobrir se o seu caso é de ginecomastia ou gordura.

Fechando o diagnóstico correto, então, ele poderá começar a conversar com você sobre as opções de tratamento para ginecomastia. Entre em contato agora mesmo e agende uma avaliação inicial com o Dr. Wendell!

Comentários do Facebook
Dr Wendell Uguetto

Formado pela faculdade de medicina da Universidade de São Paulo(USP), o Dr. Wendell Uguetto concluiu o serviço de residência médica em cirurgia geral e cirurgia Plástica no Hospital das Clínicas da USP, Sua busca por aprimoramento resultou no prêmio Quality de Cirurgião Plástico de 2011. Hoje, Uguetto atende em dois consultórios e é membro da equipe de retaguarda de cirurgia plástica e crânio-maxilo-facial do Hospital Albert Einstein. Além de várias cirurgias plásticas, ele é especialista no Tratamento para Ginecomastia e na cirurgia de Ginecomastia.