Cresce número de homens que fazem cirurgia plástica no Brasil

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Tivemos uma pequena queda em 2016, mas ainda somos o segundo país em cirurgia plástica no mundo e, adivinha só, não estamos no pódio das plásticas somente por conta das mulheres, não, os homens estão fazendo cada vez mais cirurgias plásticas em terras tupiniquins e colaborando com este ranking.

E não, não estamos fazendo mais cirurgias plásticas por uma questão de necessidade somente, a vaidade também é grande entre os homens hoje em dia, mas, claro, ainda precisamos recorrer ao método cirúrgico por conta de fatores maiores, como a ginecomastia, por exemplo.

A cada dois minutos um homem faz uma cirurgia plástica

Em cinco anos, quadruplicou no país o número de homens que se submetem a cirurgias plásticas estéticas, segundo levantamento da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica). Entre 2009 e 2014, a quantidade de procedimentos passou de 72 mil para 276 mil ao ano (31,5/hora, em média). A redução das mamas (ginecomastia), a lipoaspiração e a cirurgia de pálpebra lideram o ranking de procedimentos mais realizados.

Há, dentro deste estudo, pacientes com 70 anos, com vida social ativa, fazendo cirurgia plástica.

Este é o ranking mais atual no momento relacionado apenas aos homens, mas a estimativa é de que, até o próximo ranking os números aumentem e não retrocedam.

Em termos de cirurgias plásticas feitas em números totais, o ranking mais atual da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética (Isaps), compreende o período de 2015 e mostra o Brasil com mais de 1.224.300 procedimentos cirúrgicos e estéticos realizados.

Em busca de autoestima

Em artigos passados falamos sobre o estigma da ginecomastia e como ela pode atrapalhar a vida dos homens e abaixar sua autoestima, a ponto de muitos não terem a coragem de tirar a camiseta em público.

Pois bem, mesmo pré-adolescentes estão buscando os procedimentos cirúrgicos para acabar com seus problemas de autoestima.

  • Rapazes entre 10 e 20 anos de idade querem se livrar das orelhas de abano, motivo comum de piadas nessa fase da vida;
  • Dos 20 aos 30 anos jovens e adultos buscam as cirurgias plásticas para o nariz, orelhas e, especialmente, correção das mamas, na maioria dos casos, por causa da ginecomastia grau 1, 2 ou 3;
  • Dos 30 aos 40 anos os homens buscam procedimentos cirúrgicos e estéticos para lipoaspiração, lipoescultura implante capilar;
  • Dos 40 aos 50 anos a busca aumenta por implante capilar;
  • 50 aos 60 anos os homens procuram cirurgias para as pálpebras;
  • Dos 60 anos ou mais a busca fica concentrada em lifting facial e rugas do rosto.

Como fica claro, os homens estão atrás de procedimentos cirúrgicos e estéticos em um número cada vez maior e é muito bom que falam isso, porque ninguém precisa viver com algo que abaixe seu astral se a solução está ao alcance. Não deixe a ginecomastia, e nenhum outro problema, acabar com sua autoestima.

Comentários do Facebook