Como investigar as causas de ginecomastia?

Tempo de leitura: 4 minutos

A ginecomastia é um problema comum, mas não é normal! Acometendo quase metade da população masculina, esse problema tem opções viáveis e eficazes de tratamento, porém, para atingir a resolução do problema, é necessário que as causas da ginecomastia sejam investigadas para que o problema não volte após o tratamento.

Causas da ginecomastia: existem diversos culpados

Quando se fala em causas da ginecomastia, existem diversos culpados, que podem ser desde a alteração hormonal causada por diversos fatores, até mesmo um tumor no local. O ideal a ser feito antes de começar o tratamento é buscar por acompanhamento de um profissional, pois assim como as causas, os tratamentos também são diferentes, confira!

 

Descobrindo o início do problema

Para encontrar as causas da ginecomastia, conhecer a história do paciente, assim como quando o problema começou são fatores essenciais para compreender se a faixa etária ou ações do paciente em determinada época determinaram o início do quadro de ginecomastia.

Descobrir se o crescimento das mamas masculinas é rápido, doloroso e durou questão de poucos meses ou se é lento, indolor e durou anos para incomodar também é importante para descobrir se existe algum tumor ou ação hormonal.

Exames de imagem, como a ultrassonografia e raio-x são exames importantes para comprovar o diagnóstico de ginecomastia, assim como exames de sangue são ideais para verificar se a saúde do paciente está bem e se existe alguma alteração no sangue.

 

Disfunção erétil é um sintoma importante

A ginecomastia pode ser causada pelo hipogonadismo, doença caracterizada pela produção inadequada e em menor quantidade da testosterona pelos testículos. Antes de causar ginecomastia esse problema causa disfunção erétil, dificuldades de fertilização, diminuição da libido, perda de pelos e de força.

 

Galactorréia não é vergonha, é sintoma

Galactorréia é um problema definido como a produção de leite em homens. Esse problema que parece ser vergonhoso, não é. Na verdade, é um sintoma importante para avaliar a causa da ginecomastia. Homens que apresentam galactorréia podem estar sofrendo de hiperprolactinemia, uma desordem no hormônio prolactina, que é responsável por preparar as mamas femininas para a amamentação durante a gestação e período de amamentação.

 

Usa anabolizantes? Fique atento

50% das pessoas que usam anabolizantes apresentam desordens hormonais. Anabolizantes inserem uma quantidade alta de testosterona na corrente sanguínea, que por motivos metabólicos, pode se transformam em hormônios femininos, que por sua vez aumentam as mamas, entre outros problemas.

Além desse problema, anabolizantes fazem com que o corpo entenda que há uma quantidade de testosterona muito maior do que deveria, portanto, produz esse importante hormônio em menor quantidade, o que pode fazer com que o corpo fique em desequilíbrio, facilitando o aparecimento da ginecomastia.

 

Uso de drogas e álcool são fatores de risco

Drogas como a maconha, anfetaminas, heroína e o álcool são substâncias que além de causar males à saúde, podem gerar ginecomastia. Se você utiliza alguma dessas substâncias, preste atenção, ela pode ser a causa do aumento das mamas.

 

Medicação nova pode ser a causa

Se o paciente está passando por um tratamento novo ou até mesmo trocou a sua medicação, pode ser que isso esteja relacionado ao aumento das mamas masculinas. Alguns medicamentos podem diminuir a quantidade de testosterona, enquanto que outros podem aumentar o estrogênio (hormônio feminino).

Em outros casos, existem remédios que podem causar a hiperprolactinemia, assim como podem potencializar proteínas ligadas a hormônios sexuais já existentes. Há também o caso de remédios diuréticos causar esse problema! Entre os principais medicamentos que podem causar esse problema, estão:

 

  • antiandrogênicos;
  • cimetidina;
  • isoniazida;
  • cetoconazol;
  • omeprazol;
  • diazepam;
  • haloperidol;
  • anti-retrovirais;
  • finasterida;
  • fluoxetina;
  • minoxidil;
  • risperidona;
  • antidepressivos tricíclicos.

 

Tomar estes medicamentos não causa necessariamente a ginecomastia, mas podem ser a causa caso o paciente apresente o problema.

Presença de tumores no corpo

Pacientes que apresentam tumores nos testículos, tumores de células Leydig, tumores de células de Sertoli, tumores germinativos, tumores primários do córtex supra-renal e carcinoma hepatocelular podem ter a ginecomastia desenvolvida.

 

Conte com o Dr. Wendell Uguetto

Com o Dr. Wendell Uguetto, você vai receber todo o atendimento necessário para sua investigação. Além disso, através de exames completos e detalhados, prescrição médica do tratamento e acompanhamento mensal e completo, você terá todo o amparo que precisa para enfrentar a doença.

Faça já sua avaliação com o Dr. Wendell Uguetto!

Comentários do Facebook
Dr Wendell Uguetto

Formado pela faculdade de medicina da Universidade de São Paulo(USP), o Dr. Wendell Uguetto concluiu o serviço de residência médica em cirurgia geral e cirurgia Plástica no Hospital das Clínicas da USP, Sua busca por aprimoramento resultou no prêmio Quality de Cirurgião Plástico de 2011. Hoje, Uguetto atende em dois consultórios e é membro da equipe de retaguarda de cirurgia plástica e crânio-maxilo-facial do Hospital Albert Einstein. Além de várias cirurgias plásticas, ele é especialista no Tratamento para Ginecomastia e na cirurgia de Ginecomastia.