Anabolizantes: por que podem causar ginecomastia?

Tempo de leitura: 2 minutos

Peitoral é uma das partes do corpo masculino mais admiradas pelas mulheres, principalmente quando é bem definido. No entanto, muitos homens sofrem de ginecomastia, um problema que afeta cerca de 40% dos homens em diferentes idades e pesos. Segundo especialistas, o distúrbio é caracterizado pelo desenvolvimento excessivo das glândulas mamárias, que por sua vez pode ser causado por diversos remédios, problemas hormonais ou até mesmo doenças. Hoje iremos abordar sobre uma das causas principais nos homens adultos: o uso de anabolizantes.

Anabolizante x ginecomastia: qual sua relação?

A ginecomastia induzida por esteroides anabolizantes ocorre essencialmente devido ao grande desequilíbrio hormonal causado por essas drogas. Alguns anabolizantes que realmente correspondem a um tipo de hormônio masculino (testosterona, nandrolona, ​​dianabol, boldenona) podem causar efeito rebote.

Isso acontece pois o corpo não compreende esse aumento excessivo de hormônios masculinos e na tentativa de manter o corpo em ordem, acaba por converter hormônio masculino em feminino. Porém, esse tipo de hormônio feminino causa alterações no corpo, como a progesterona, que por sua vez pode causar aumento da glândula mamária nos homens. Confira mais sobre esse problema e como resolvê-lo:

Quais os principais sintomas de ginecomastia causada por anabolizantes?

O sintoma mais comum é um aumento no volume da mama masculina. No entanto, nem sempre é fácil determinar se eles ainda têm o que pode ser considerado um tamanho normal. Nesses casos, a solução ideal é procurar por ajuda profissional e ser diagnosticado corretamente, com os exames de ultrassonografia e a mamografia digital. Outros sintomas são dor incomum na mama e sensibilidade intensa ao tocá-los!

É possível se livrar da ginecomastia?

Sim, a ginecomastia tem cura! Em alguns casos, apenas o uso de medicamentos pode aliviar ou reverter o quadro, mas na maioria dos casos a cirurgia é a melhor opção. Dependendo da paciente, apenas a retirada da glândula mamária pode aliviar os sintomas, mas se não bastar, o médico pode fazer uma lipoaspiração no local. Existem poucos casos de ginecomastia grave que requerem procedimentos maiores e mais invasivos.

O pós-operatório, assim como em qualquer cirurgia, precisa ser levado a sério. Em 30 dias, você poderá retornar às suas atividades pesadas, como academia e outros esportes de contato. Mas e o trabalho? Por causa dos métodos inovadores atuais de cirurgia, é possível voltar após 3 dias ao trabalho!

E, claro, o uso de esteroides anabolizantes deve ser suspenso, pois pode ocorrer um novo aumento da glândula se o uso continuar, sem mencionar os outros danos inerentes à saúde que o uso de esteroides traz. Se você procura melhores resultados na academia, procure por ajuda de um endocrinologista e nutricionista para te ajudar com métodos naturais e que não fazem mal para a sua saúde.

Conte com Dr. Wendell Uguetto

Especialista em tratamento e cirurgia de ginecomastia, Dr Wendell Uguetto possui todo o conhecimento para conhecer e tratar seu caso da melhor maneira, impedindo que a ginecomastia piore ou traga mais problemas tanto pessoais como físicos. Entre em contato!

Comentários do Facebook
Dr Wendell Uguetto

Formado pela faculdade de medicina da Universidade de São Paulo(USP), o Dr. Wendell Uguetto concluiu o serviço de residência médica em cirurgia geral e cirurgia Plástica no Hospital das Clínicas da USP, Sua busca por aprimoramento resultou no prêmio Quality de Cirurgião Plástico de 2011. Hoje, Uguetto atende em dois consultórios e é membro da equipe de retaguarda de cirurgia plástica e crânio-maxilo-facial do Hospital Albert Einstein. Além de várias cirurgias plásticas, ele é especialista no Tratamento para Ginecomastia e na cirurgia de Ginecomastia.