5 fatos importantes sobre ginecomastia

10/01/2022

A ginecomastia é, na maioria dos casos, uma doença benigna, caracterizada pela hipertrofia, ou seja, o aumento anormal e excessivo das mamas masculinas. Ainda que não seja considerada grave, afeta a autoestima e a qualidade de vida dos pacientes. 

Embora seja mais comum do que se imagina, a ginecomastia masculina gera muitas dúvidas entre os pacientes. Afinal, medicamentos podem causar ginecomastia? Quais os sintomas e sinais de alerta? É possível diminuir definitivamente o tamanho das mamas? 

Se você já tem um diagnóstico fechado, ou então, tem dúvidas se tem ou não a doença, confira a seguir 5 fatos importantes sobre ginecomastia e saiba mais sobre o assunto. 

Ginecomastia: o que é e curiosidades sobre a doença

Em comparação às mamas femininas, as mamas masculinas são subdesenvolvidas. Isso acontece porque, durante a puberdade, os hormônios produzidos pelos testículos impedem que o tecido mamário dos homens se desenvolva como acontece com as mulheres. 

Dessa forma, as mamas dos homens permanecem rudimentares e subdesenvolvidas: os ductos são pequenos, lóbulos e alvéolos são inexistentes, a quantidade de tecido fibroadiposo é menor, a aréola é bem desenvolvida e a papila mamária é pequena. 

Além disso, sempre que se fala em ginecomastia masculina, é necessário ressaltar 5 fatos importantes sobre essa doença que pode afetar pacientes de todas as idades, incluindo bebês recém-nascidos, adolescentes, homens adultos e idosos. 

Esteroides anabolizantes contribuem para o aumento das mamas

Na prática da musculação e do fisiculturismo, o uso de esteroides anabolizantes é recorrente entre alguns atletas. No entanto, essas substâncias sobrecarregam o organismo de testosterona que, ao ser convertida em estrogênio, causa o aumento das mamas. 

Cirurgia de ginecomastia elimina definitivamente o problema

A correção cirúrgica da ginecomastia é considerada o tratamento definitivo da ginecomastia masculina. Durante o procedimento, é feita a retirada de todo o tecido mamário e, em alguns casos, da gordura localizada na região, diminuindo o tamanho das mamas. 

Medicamentos podem causar ginecomastia em homens

Nem todos sabem, mas alguns medicamentos podem causar ginecomastia em homens. A ginecomastia medicamentosa acontece como reação adversa de remédios que aumentam os níveis de estrogênio, que diminuem os níveis de testosterona, entre outros. 

Sintomas da ginecomastia não se manifestam em todos os casos

O sinal característico da ginecomastia é o aumento da mama, que pode ser visível apenas ao paciente ou também para terceiros. Além disso, pode apresentar outros sintomas, como dor e sensibilidade ao toque nas mamas, que não se manifestam em todos os casos. 

Ginecomastia pode ser bilateral ou unilateral

A ginecomastia masculina pode ser classificada em bilateral ou unilateral. No primeiro caso, que é o mais comum, a condição afeta as duas mamas. Já no caso da ginecomastia unilateral, o aumento do tecido mamário acontece em apenas uma das mamas. 

A ginecomastia tem cura e o tratamento, medicamentoso ou cirúrgico, pode ser iniciado ainda na adolescência, evitando sofrimentos e problemas de autoestima.

Cirurgia de ginecomastia? Tire suas dúvidas com um especialista

O Dr. Wendell Uguetto, cirurgião plástico para homens especializado na correção cirúrgica da ginecomastia, é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e atende inclusive pacientes com planos de saúde, como Omint e outras operadoras. Agende uma consulta.

0/5 Singular: (0 Análise)
Leia mais