Cirurgia de Ginecomastia Incisão Periareolar com Prolongamento Medial e Lateral (No Tórax)

Esse método cirúrgico permite redução do tamanho, melhor posicionamento e simetrização da aréola além de restaurar o contorno anatômico do tórax masculino. Como resultante final, o paciente obterá uma cicatriz circular periareolar e uma extensão medial e lateral transtorácica.

Entre em contato conosco

Procedimentos da Peri-Areolar Medial e Lateral

O paciente deve ser marcado em posição ortostática (de pé) por onde se definem a posição correta da aréola e a quantidade de pele a ser retirada que é na forma de um losango. A cirurgia pode ser iniciada por lipoaspiração para retirada do componente adiposo mamário.

Em seguida é feita uma incisão circular em torno da aréola, a qual pode ter seu tamanho reduzido, e outra incisão na região do losango. A área entre as duas incisões é desepidermizada e é confeccionado um pedículo vertical para a manutenção da vascularicação do complexo aréolo-papilar. O tecido mamario é identificado, dissecado e retirado e os vasos sanguíneos são cauterizados. Um dreno de sucção à vácuo pode ser posicionado.

Logo após, dá-se o fechamento das incisões e a resultante final é uma cicatriz em torno da aréola mais uma cicatriz horizontal que passa medialmente e lateralmente a ela.

Benefícios da Peri-Areolar Medial e Lateral

Esta técnica permite retirar grandes quantidades de pele e é excelente para restaurar o contorno mamário adequado masculine. O único inconveniente é a presença de uma cicatriz horizontal que não se esconde em linhas anatômicas do tórax.

Em quais casos aplica o método cirúrgico Peri-Areolar Medial e Lateral?

A técnica de incisão periareolar circular com extensão medial e lateral é indicada para ginecomastia grau 3 de Simon, em que há grandes excessos de pele e de glândula mamária. Ela é indicada em ptoses moderadas, onde a posição da aréola não se encontra abaixo do sulco infra mamário.