Ginecomastia traz riscos para a saúde?

Tempo de leitura: 6 minutos

A ginecomastia é um problema que causa diversos danos à autoestima, qualidade de vida e até mesmo nas relações sociais do paciente que possui essa condição. Diferente do que muitas pessoas pensam, a ginecomastia não é uma doença, mas sim um sintoma de algo maior. Mas, afinal, a ginecomastia é um problema que gera problemas diretos para a saúde? O aumento das mamas masculinas, além de ser um problema estético, também significa que o corpo não está bem? Essas perguntas são importantes e iremos responder. Confira!

Ginecomastia: doença ou sintoma?

Mesmo que essa resposta pareça controversa, a ginecomastia não é uma doença, mas sua presença indica que há algo errado no corpo. Isso, porque essa condição indica problemas hormonais, já que o crescimento da mama masculina nada mais é que o principal sintoma do aumento de hormônios femininos, que por sua vez podem trazer problemas mais graves, e que devem ser tratados. Dessa forma, é possível concluir que a ginecomastia não é uma doença, mas sim um sintoma muito importante de que algo está incorreto com o paciente.

Assim que perceber o aumento das mamas, o paciente não deve ter vergonha: o ideal é procurar o especialista para investigar as causas e compreender a melhor forma para tratar a ginecomastia, que é um problema comum e que pode ser facilmente curado em poucos meses.

Qualquer homem pode ter ginecomastia?

Essa é uma pergunta muito importante, pois não existe um grupo específico de homens que pode ter problemas hormonais. Porém, de acordo com os dados, a incidência entre os adolescentes chega a 65%, em adultos até 32% e após os 60 anos em até 40% dos homens pode haver casos de ginecomastia. Durante a adolescência, o problema tende a se resolver espontaneamente, e apenas 7% dos jovens permanecem diagnosticados e são indicados para acompanhamento e tratamento! Dessa forma, o ideal é estar atento em todas as fases da vida, e caso alguma atividade cotidiana seja alterada.

Mesmo não sendo doença, ginecomastia tem suas causas

Ginecomastia é o crescimento benigno do tecido mamário masculino. É uma mudança no tamanho e formato das mamas dos homens devido à proliferação da glândula mamária e ao acúmulo de gordura na região do peito. Segundo os médicos da área, a principal causa do problema é uma alteração na relação hormônio estrogênio / androgênio, que tem três causas: fisiológica, patológica e exógena.

Na causa fisiológica, por exemplo, a ginecomastia aparece na infância, puberdade ou na terceira idade, pois essas faixas etárias do homem apresentam grandes mudanças hormonais, principalmente quando se fala em puberdade, já que os hormônios estão em mudança rápida e exagerada.

A causa patológica, por sua vez, merece mais atenção: é a ginecomastia que vem como sintoma de alguma doença. Geralmente, tumores nas gônadas sexuais ou até mesmo no pulmão podem apresentar ginecomastia. Outras doenças hormonais também podem causar o aumento das mamas masculinas.

Por fim e não menos importante, a ginecomastia pode ser causada por agentes exógenos, ou seja, atitudes, medicamentos ou qualquer coisa que não seja do corpo do paciente. Entre os principais causadores exógenos da ginecomastia, pode-se citar: medicamentos, alcoolismo, uso de anabolizantes e uso de drogas.

Mas, como saber o que está causando a ginecomastia?

De fato, pode parecer difícil para o paciente sozinho descobrir o que está causando sua ginecomastia, e essa ação nem mesmo é recomendada pelos médicos. O certo é procurar ajuda médica e investigar qualquer mudança, pois ajudará o especialista na primeira consulta. Informar sobre o uso de medicamentos, atitudes e a presença de outros sintomas diferentes também é muito importante!

Por ter causas diferentes, a ginecomastia também possui tratamentos diferentes. Desde o uso de medicamentos para organizar a quantidade de hormônios até mesmo a cirurgia de ginecomastia são opções que dependem de caso a caso. Dessa forma, a automedicação e a negligência em relação aos sintomas nunca são recomendadas.

Ginecomastia traz problemas para a saúde?

Não para a saúde física, pois é apenas um sintoma de algum problema fisiológico, patológico ou de fora. Porém, quando se fala em saúde mental, pode de fato trazer problemas para o paciente, seja ele quem for. A ginecomastia, por si só, pode causar uma série de situações embaraçosas que perturbam a auto-estima e, portanto, causa depressão e vergonha em muitos homens antes de se revelar!

Mas, o que fazer para tratar a saúde mental do paciente? Essa não é uma tarefa fácil, pois enquanto o homem estiver tratando a ginecomastia, ela ainda está presente. Nessa hora, é muito importante investir na terapia, procurar apoio da família, amigos e até mesmo alguém muito próximo do paciente. Julgamentos, brincadeiras, afastamento social e medo são inimigos do tratamento.

Como se livrar da ginecomastia, afinal?

Essa é uma pergunta muito importante e uma das primeiras, feitas tanto pelos pacientes como seus familiares. Antes de respondê-la, é importante lembrar que a ginecomastia tem cura e diferentes formas de tratamento, que se seguidas corretamente podem fazer com que a ginecomastia não volte nunca mais.

O tratamento clínico é indicado para tratar as causas da ginecomastia, principalmente a patológica. Nesse tipo de tratamento, medicamentos e outras formas de terapia não invasivas são usadas. E, se não houver resultado, o paciente é encaminhado para cirurgia.

Apesar de parecer preocupante, a cirurgia de ginecomastia é um tratamento realizado no mundo todo, e é o mais recomendado. Tem riscos baixos, é rápida, apresenta recuperação com pouca dor e cicatrizes minúsculas, que se camuflam em locais estratégicos do peito do paciente.

Inclusive, se o paciente possui uma vida ativa de estudos ou trabalho, é possível voltar para ela após 3 dias, respeitando os limites do corpo e evitando pegar grandes pesos. Sendo assim, se o paciente tiver vergonha de falar sobre isso, não precisará, pois os curativos também são pequenos e discretos.

Conte com o Dr. Wendell Uguetto

Especializado em cirurgia de ginecomastia, o Dr. Wendell Uguetto possui toda a experiência necessária para tratar a sua ginecomastia da melhor forma possível! Aproveite e agende sua consulta hoje mesmo, você não precisa lutar contra isso sozinho!

Comentários do Facebook
Dr Wendell Uguetto

Formado pela faculdade de medicina da Universidade de São Paulo(USP), o Dr. Wendell Uguetto concluiu o serviço de residência médica em cirurgia geral e cirurgia Plástica no Hospital das Clínicas da USP, Sua busca por aprimoramento resultou no prêmio Quality de Cirurgião Plástico de 2011. Hoje, Uguetto atende em dois consultórios e é membro da equipe de retaguarda de cirurgia plástica e crânio-maxilo-facial do Hospital Albert Einstein. Além de várias cirurgias plásticas, ele é especialista no Tratamento para Ginecomastia e na cirurgia de Ginecomastia.