Entenda sobre o impacto emocional da ginecomastia

Tempo de leitura: 2 minutos

Infelizmente, existe muito preconceito atualmente e a ginecomastia acaba por ser um dos motivos de discriminação. Uma característica física que se desvia do comum, como a ginecomastia, causa grande impacto emocional, tanto em adolescentes quanto em adultos. Muitas vezes, isso leva a alterações de humor que pode desenvolver ansiedade e até mesmo depressão, baixa auto-estima, hábitos alimentares extremos ou desempenho no trabalho, por exemplo.

O que fazer com esse problema emocional relacionado a ginecomastia?

Doença responsável por causar diversos impactos sociais nos homens, a ginecomastia possui cura, que pode ser obtida pelo uso de medicamentos indicados por especialistas, assim como a cirurgia. Na relação a saúde mental, é muito importante que o paciente tenha com quem contar, como a família e amigos, por exemplo. Saiba mais sobre os impactos emocionais que a ginecomastia pode causar e não tenha medo de buscar ajuda:

Na adolescência os impactos podem ser ainda maiores

Mais frequentemente, esta doença ocorre durante a adolescência, numa fase em que também ocorrem várias alterações hormonais (e as grandes mudanças emocionais resultantes) e são definidos aspectos importantes da personalidade e identidade (ideologia, ocupação profissional, valores, relações interpessoais). Nesta fase da vida, a sensibilidade aos estressores, como doenças e sua posição social, por exemplo, é maior.

Infelizmente, a ginecomastia transitória ocorre bastante na puberdade, justamente em resultado dessa grande mudanças hormonais, gerando assim diversos problemas. A boa notícia é que a puberdade transitória da puberdade nem sempre precisa de tratamento, apenas do acompanhamento do especialista, que irá avaliar se o problema necessita de tratamento medicamentoso ou cirúrgico, no caso.

Procurar ajuda psicológica é importante

Quando é detectado que o adolescente está sofrendo com essa situação, incapaz de reagir adequadamente a ela, e /ou quando pode ser visto que ele está começando a sentir a perda da vida social. é indicado que aja rapidamente e seja iniciada a terapia. Frequentemente, pais ou professores percebem essa situação e, nesse caso, depende deles oferecerem ajuda, levando-os a aconselhamento profissional. Os pais devem se atentar com os hábitos do filho que mudaram, como o baixo rendimento escolar/trabalho, baixa interação social e problemas de humor e sono.

O tratamento de ginecomastia não é difícil

Juntamente com o tratamento psicológico, é de extrema importância que o paciente procure pelo tratamento correto. Quanto antes a ginecomastia for tratada, seja ela do grau 1, grau 2 ou grau 3, mais fácil será encontrar a cura, assim como livrar o paciente desse grande problema. Geralmente, os problemas psicológicos melhoram sensivelmente após o tratamento da ginecomastia.

Conte com Dr. Wendell Uguetto

Com diversos anos de experiência em diagnosticar, acompanhar e tratar a ginecomastia, o Dr. Wendell possui toda a estrutura para te ajudar a se livrar da ginecomastia. Agende sua consulta!

Comentários do Facebook
Dr Wendell Uguetto

Formado pela faculdade de medicina da Universidade de São Paulo(USP), o Dr. Wendell Uguetto concluiu o serviço de residência médica em cirurgia geral e cirurgia Plástica no Hospital das Clínicas da USP, Sua busca por aprimoramento resultou no prêmio Quality de Cirurgião Plástico de 2011. Hoje, Uguetto atende em dois consultórios e é membro da equipe de retaguarda de cirurgia plástica e crânio-maxilo-facial do Hospital Albert Einstein. Além de várias cirurgias plásticas, ele é especialista no Tratamento para Ginecomastia e na cirurgia de Ginecomastia.