Aumento das mamas? Descubra se é Lipomastia ou Ginecomastia

Tempo de leitura: 1 minuto

Elas são muito parecidas no aspecto, afinal causam o aumento excessivo das mamas dos homens, além de constrangimento e desconforto. Mas como saber se o problema é reflexo de uma Lipomastia ou Ginecomastia?

No caso dos homens que estiverem acima do peso, o ideal é que se adote uma dieta balanceada, seguida da prática de exercícios, para saber se é apenas uma questão de diminuir uns quilinhos a mais e o tamanho das mamas reduzir.

Agora, se mesmo assim, elas não diminuírem, fique atento a alguns sintomas.

Quando se trata de uma Lipomastia, também conhecida como Pseudoginecomastia, que é o acúmulo de gordura na região das mamas, não há dor e nem endurecimento. Portanto, como não se trata de uma enfermidade grave, o tratamento pode englobar a prática de atividades físicas ou até mesmo a cirurgia de lipoaspiração, como um recurso mais efetivo.

Já a Ginecomastia é uma enfermidade que atinge as glândulas mamárias dos homens, por causa dos desequilíbrios hormonais, e costuma ser tratada com medicamentos ou cirurgia. Em alguns casos, a região das mamas chega a fica dolorida, endurecida ou inchada, por conta das desestabilizações que acontecem no corpo.

Então, independente das razões, é recomendado que em ambos os casos um médico especialista na área de Mastologista seja procurado para que as causas sejam investigadas e os tratamentos adequados sejam realizados.

Dica

Os homens com idade a partir dos 60 anos e os jovens com 13 ou 14 anos costumam ter uma maior tendência à Ginecomastia. No caso da adolescência, as chances do problema desaparecer até os 17 anos são maiores.

 

 

Comentários do Facebook