A má alimentação e o impacto na ginecomastia

Tempo de leitura: 2 minutos

Diversos homens sofrem com a ginecomastia em alguma fase de suas vidas, sendo mais comum na puberdade ou quando há a utilização de algum medicamento que cause por algum motivo a desordem dos hormônios masculinos e femininos. Porém, a obesidade, assim como hábitos desaconselhados de alimentação podem influenciar negativamente na saúde do homem, assim como no seu quadro de ginecomastia. Deve-se lembrar, portanto, que apenas o especialista em ginecomastia pode diagnosticar e tratar esse problema que mexe com a autoestima de milhões de homens.

Especialista em ginecomastia: o que deve saber sobre a alimentação?

Responsável por tratar a ginecomastia, o especialista precisa estudar todos os fatores que podem estar desencadeando o problema, que por sua vez pode também estar relacionado com a alimentação desregrada. Saiba mais sobre o impacto da alimentação na ginecomastia e atente-se: ela pode ter grande peso no tratamento. Confira e saiba mais:

Ingestão de gordura pode ser culpada

A ingestão desenfreada de gordura pode tanto aumentar os riscos de aumento de peso assim como o aparecimento da obesidade, que por si só é uma doença crônica que traz diversos riscos de saúde. Inclusive, a gordura em excesso no corpo pode causar ginecomastia.

Isso ocorre porque o excesso de gordura corporal estimula a ação da enzima aromatase, que converte a testosterona em estrogênio. Em outras palavras, homens que consomem muitos alimentos ricos em gordura transformam seus hormônios masculinos em hormônios associados às características femininas, o que pode causar aumento da mama.

Dietas restritivas também são grandes vilãs

Ao mesmo tempo em que a ingestão de gordura é repleta de malefícios, dietas com grande pobreza de nutrientes também podem causar grandes quedas hormonais e até mesmo afetar a fertilidade do homem, gerando assim uma desordem que pode ser a causadora da ginecomastia.

É possível melhorar a alimentação e evitar a ginecomastia?

Sim! Para manter os níveis regulares de testosterona, é aconselhável comer proteínas presentes em vegetais variados e na carne vermelha (no entanto, é necessário evitar a obesidade, alimentando-se de carnes com menos gordura). Também é muito importante evitar o uso de esteroides, se necessário. Antes de qualquer mudança na dieta, é recomendável que o nutricionista seja consultado, assim como o especialista em ginecomastia.

Conte com Dr. Wendell Uguetto

Com diversos anos de experiência em diagnosticar, acompanhar e tratar a ginecomastia, o Dr. Wendell possui toda a estrutura para te ajudar a se livrar da ginecomastia. Agende sua consulta!

Comentários do Facebook
Dr Wendell Uguetto

Formado pela faculdade de medicina da Universidade de São Paulo(USP), o Dr. Wendell Uguetto concluiu o serviço de residência médica em cirurgia geral e cirurgia Plástica no Hospital das Clínicas da USP, Sua busca por aprimoramento resultou no prêmio Quality de Cirurgião Plástico de 2011. Hoje, Uguetto atende em dois consultórios e é membro da equipe de retaguarda de cirurgia plástica e crânio-maxilo-facial do Hospital Albert Einstein. Além de várias cirurgias plásticas, ele é especialista no Tratamento para Ginecomastia e na cirurgia de Ginecomastia.